ANO LETIVO 2009/2010

 JANEIRO/2010    

MARIA ALBERTA MENÉRES    e    FREDERICO LOURENÇO

 Este mês destacamos dois autores: Maria Alberta Menéres Frederico Lourenço

   Sendo ambos importantes escritores no panorama da literatura portuguesa, merecem também a nossa atenção especial pois ocupam lugar de destaque junto dos mais jovens.

    A obra Ulisses de Maria Alberta Menéres tem tido sempre o melhor acolhimento por parte dos nossos alunos. Este facto levou-nos a adquirir para a Biblioteca a obra A Odisseia de Homero adaptada para jovens por Frederico Lourenço. Assim, os alunos interessados em obter mais conhecimentos sobre esta epopeia podem ir à biblioteca consultá-la ou lê-la e, até mesmo, requisitá-la.


     

        Maria Alberta Menéres nasceu em 1930, em Vila Nova de Gaia. Foi professora dos Ensinos Básico e Secundário nas disciplinas de Língua Portuguesa e História. É autora de inúmeros programas televisivos para crianças, tendo sido Directora do Departamento de Programas Infantis e Juvenis da RTP de 1974 a 1986.

       A sua vasta obra poética está representada em várias antologias literárias nacionais e estrangeiras. Publicou mais de 69 livros para crianças (contos, poesia, BD, teatro e novela).

      Em 1986, recebeu o Grande Prémio Calouste Gulbenkian de Literatura para Crianças “pelo conjunto da sua obra literária e pela manutenção de um alto nível de qualidade”.

       Algumas das suas obras:

       O Livro de Natal

       O Ouriço-Cacheiro Espreitou 3 Vezes

       O Poeta Faz-se aos 10 anos

       O que é que aconteceu na Terra dos Procópios?

       Passinhos de Mariana

       O Retrato em Escadinha

       Um+Um = Dois Amigos

                                              

      Frederico Lourenço nasceu em Lisboa, em 1963. Licenciou-se, em 1988, em Línguas e Literaturas Clássicas na Universidade de Lisboa, onde se viria a doutorar (1999) com uma tese sobre os cantos líricos de Eurípides.

      É membro do corpo docente da Faculdade de Letras desde 1990. Além do estudo da poesia grega, tem-se dedicado à exegese da obra de Platão e Camões. Colaborou com a Cinemateca Portuguesa e publicou ensaios de crítica literária. Foi colaborador dos jornais IndependenteExpressoPúblico e, presentemente, do Diário de Notícias. Traduziu também duas tragédias de Eurípides, Hipólito e Íon.
      Publicou a trilogia de romances Pode um Desejo ImensoO Curso das Estrelas e À Beira do Mundo, obras pelas quais foi distinguido com o prémio PEN Clube 2002 e que estão agora reunidas num único volume, Pode um desejo imenso.

     Em Maio de 2003, saiu a tradução em verso da Odisseia homérica, que ganhou o prestigiado Prémio D. Diniz da Casa de Mateus, assim como o Grande Prémio de Tradução - APT (Assoc. Port TRAD)/ PEN Clube 2003. 
     À tradução da Odisseia seguiu-se a da Íliada, em 2005, e uma antologia de poesia grega, em 2006. 

 

Make a free website with Yola